Como ler a Bíblia

A Bíblia não é um livro de História contemporânea.

O conteúdo da Bíblia tem objetivos espirituais e não materiais.

Nem tudo que está na Bíblia pode ser comprovado nos livros de história da humanidade.

A Bíblia é uma coleção de livros. Os livros da Bíblia foram escritos por homens que foram inspirados por DEUS.

A Bíblia usada pelos Católicos é composta de 73 livros, sendo 46 do Antigo Testamento e 27 do Novo Testamento. A Bíblia dos protestantes, o segmento evangélico, tem 66 livros: 39 do Antigo e 27 do Novo Testamento. O novo testamento, os livros que foram escritos a partir de Cristo, é igual em todas as bíblias. A diferença se encontra nos livros do Antigo Testamento, os textos escritos antes do nascimento de Cristo, mas somente na quantidade de livros. Os 7 livros a mais encontrados na Bíblia Católica são livros históricos que cobrem um período, anterior a vinda de Cristo, onde DEUS não enviou nenhum profeta, mas os demais 39 livros são os mesmos, porém não é um fator de desmerecimento da Bíblia Católica ou da Bíblia usada pelos Protestantes, ou seja, o segmento evangélico.

A Bíblia contém a Palavra de DEUS. DEUS É Espírito e através da Bíblia Ele quer falar à nossa Alma, a qual contém o espirito Dele que Ele colocou em nós.

DEUS É a fonte da Vida. DEUS nos deu Vida para Vivermos e não para ser nossa. DEUS nos deu Vida para Vivermos para Ele e não para nós. Para honrar o nome Dele.

Tudo o que DEUS faz é para sempre e assim DEUS nos deu Vida para Sempre, mas com a condição de estarmos sempre ligados à Ele pela Sua Palavra.

DEUS inspirou as Escrituras Sagradas para Se revelar a nós e nos trazer de volta para Ele.

Cada palavra, cada verso, cada capítulo, cada livro, tem valor para nos dar o entendimento de todo o conteúdo Bíblico, nada pode ser desprezado ou é de menor importância.

Na Bíblia não encontrei contradições, encontrei visões diferentes com base no contexto da narrativa. Por isto é de extrema importância ler toda a Bíblia sem nada desprezar. Lendo toda a Bíblia e considerando que são livros independentes com o mesmo objetivo, ou seja, nos permitir conhecer DEUS e o Seu propósito, irá nos dar condição de avaliar os contextos das narrativas.
Um exemplo prático disto vou tentar explicar fazendo um paralelo: Eu posso dizer com toda certeza que Limão é muito bom, porém você me diria: Como assim “muito bom”?! É muito ácido, é azedo.
Neste exemplo se perceberia que eu estaria falando num contexto e você em outro. Estaríamos falando da mesma coisa, o limão, mas tendo divergências. Seria preciso nos colocarmos dentro do mesmo contexto para termos concordância. Aí se eu dissesse, me refiro, ao uso medicinal do Limão e você me diria: Estou falando do sabor. Então eu diria: Sim, é verdade, sobre a questão do sabor, o limão é realmente ácido, azedo. Começaríamos então a concordarmos sobre o limão. Assim acontece com vários textos bíblicos. Tenha isto em mente para entender melhor o conteúdo bíblico.

A Bíblia é o manual da Vida.

Assim como todo manual, a Bíblia é para ser colocada em prática e não para ser julgada por nós. A Bíblia deve ser questionada até que se alcance o entendimento que DEUS quer que alcancemos, mas alcançado o entendimento é para ser colocado em prática.

Explicando melhor: Quando você compra um aparelho de TV, você deve seguir o manual para que a TV funcione corretamente. Não adianta você julgar que o manual tem erros e que você vai fazer diferente, pois no mesmo manual você certamente encontrará escrito que o equipamento perderá a garantia se você o utilizar de forma diferente às orientações dadas no manual.

A Bíblia não é um livro que se lê continuamente de capa a capa, porque como foi dito, a Bíblia é uma coleção de livros.

Devemos ler a Bíblia livro por livro, as vezes vai parecer que estamos lendo a mesma coisa, porque vários profetas escreveram com o mesmo propósito utilizando a sua própria maneira de se expressar, mas mesmo assim devemos lê-lo com a mesma atenção. DEUS falou a mesma coisa de maneiras diferentes para alcançar o nosso entendimento, o nosso coração.

Leia toda a Bíblia, medite sobre tudo o que ler, mas não tire conclusões precipitadas antes de concluir a leitura de toda a Bíblia e se dar um tempo para meditar em tudo o que leu.

Enquanto lê é importante debater com outras pessoas o que tem aprendido, isto vai favorecer o seu próprio crescimento espiritual e proporcionar crescimento espiritual a outras pessoas.

Lembre-se, debater ou discutir assuntos bíblicos não é brigar. Outras pessoas não tem obrigação de entender o que você entendeu e nenhum ser humano é o dono da verdade, porque o dono da verdade é DEUS, na verdade, na verdade, Ele É a própria Verdade.

A Salvação é individual, você não tem poder para salvar ninguém e ninguém tem poder para te salvar. Somente você é responsável por sua salvação, mas você não pode guardar para si o que aprender nas Escrituras, porque configura diante de DEUS como falta de amor ao seu próximo, como alguém que não se importa com a Salvação de outra pessoa.

Não fique em silêncio se ver algum irmão com um entendimento errado, procure com todo amor e carinho, exortar aquela vida naquilo que você entende. E quando estiver exortando seja humilde e procure também ouvir, porque pode ser que ao invés de ensinar você vai aprender.

Leia a Bíblia.