Adorar a DEUS em Espírito e em Verdade

Adorar a DEUS em Espírito, é levar DEUS em consideração em todas as nossas atitudes e em todos os nossos atos. É procurar fazer o que DEUS faz; é procurar sentir como DEUS sente, mesmo quando não podemos ser vistos por ninguém.
Adorar a DEUS em Verdade, é colocar em prática todas as Suas Palavras, ou seja, é obedecer todos os Seus Mandamentos, mesmo quando não podemos ser vistos por ninguém.
Espírito tem haver com jeito de ser, com jeito de sentir, com jeito de agir, com jeito de pensar, com a origem da nossa motivação.
O Espírito é invisível, mas Espírito não é sinônimo de pessoa invisível, de ser que não é carnal, pois nós também somos espírito, portanto, também vivemos em espírito.
E quanto à Verdade? Verdade tem haver com ações e consequências. Verdade é o que não é possível de ser questionado. Verdade é o que quando não consideramos traz consequências que nos força a voltar atrás, a reconsiderar, e ter que admitir o que antes não admitimos.
Quem consegue viver e ser feliz sem observar os mandamentos de DEUS? Ninguém. Portanto, a Lei de DEUS é a Verdade.
DEUS declara sobre Si mesmo:
Eu sou o Senhor, e não há outro; fora de mim não há Deus; eu te cingirei, ainda que tu não me conheças; para que se saiba desde o nascente do sol, e desde o poente, que fora de mim não há outro; eu sou o Senhor, e não há outro. Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o Senhor, faço todas estas coisas.” Isaías 45:5-7
Fomos criados à imagem e semelhança de DEUS e depois que fizemos a nossa escolha por desobedecer o Seu mandamento DEUS declarou: “Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal; ora, para que não estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente, o Senhor Deus, pois, o lançou fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado. E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.” Gênesis 3:22-24
Óbvio que há muito mais textos bíblicos que poderia usar para explicar a conclusão que eu cheguei, mas só os textos acima já fundamentam e nos conduzem à mesma conclusão.
Óbvio também que eu teria muito mais para dizer do que vou escrever aqui, mas DEUS também deu a você a capacidade de raciocinar, portanto, raciocine!
Ora, uma vez que fomos criados à imagem e semelhança de DEUS é de se esperar que somos capazes de imitar a DEUS em ações, pois é o que uma imagem faz. Coloque-se diante de um espelho e confirme que a sua imagem repete todos os movimentos que você faz.
Mas, fomos criados também segundo à semelhança de DEUS, portanto, é de se esperar que somos capazes de sentir e perceber as coisas ao nosso redor como DEUS sente e percebe.
A maior prova disto são as palavras do Próprio DEUS: “Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal;”
Isto significa que assim como DEUS, conhecemos o bem e mal, mas DEUS afirma sobre Si mesmo que somente faz o bem, o mal é consequência do bem que Ele faz.
Portanto, o que DEUS espera de nós: Que sejamos o ser que Ele criou, ou seja, um ser que é à Sua Imagem e Semelhança.
Isto só é possível se nós procurarmos fazer o que Ele faz com o mesmo sentimento que Ele faz.
Ah, você diria, mas DEUS É DEUS, nós somos seres humanos, sim, isto é verdade, mas é como ser humano que DEUS espera que O imitemos, pois foi isto que Ele disse, que somos como Ele e não que somos Ele. DEUS ponderou sobre isto quando disse: “Não contenderá o meu Espírito para sempre com o homem; porque ele também é carne; porém os seus dias serão cento e vinte anos.” Gênesis 6:3
Ou seja, justamente por sermos humanos, é que Ele procurou relevar as nossas atitudes e os nossos atos e decidiu nos dar oportunidade para pensarmos a respeito de nossa vida.
Se não abandonarmos o nosso eu e não procurarmos conhecer a vontade de DEUS para nos tornarmos o ser que Ele criou, não conseguiremos agradá-Lo, e se não conseguirmos agradá-Lo não seremos salvos, porque a Salvação é pela Graça.
Leia, estude a Bíblia, porque a sua ignorância não é salvo conduto para a Vida Eterna.
Tags: